Arquitetura moderna: o que é, origem, características e obras

Arquitetura moderna: o que é, origem, características e obras

Arquitetos

A Arquitetura Moderna, movimento iniciado nos últimos anos do século XX, surgiu principalmente em decorrência da assimilação dos ideais da Revolução industrial, sendo marcada, sobretudo, pela originalidade e rejeição ao tradicional. Assim, as inovações desse modelo arquitetônico vão desde a criação, planejamento e execução de obras, à inserção de novos materiais, como aço e vidro, e de inovações tecnológicas. Nesse movimento, o básico e a funcionalidade andam juntos.

O início de uma nova fase: A Escola de Arte Bauhaus

Pode-se afirmar que a fundação da Escola de artes, design e arquitetura Bauhaus de Weimar, ocorrida em 1919, na Alemanha, lançou as bases das principais premissas da arquitetura moderna, uma vez que essa instituição norteou o pensamento modernista europeu, servindo de palco para o surgimento de tendências modernistas no campo das artes. Foi graças à Escola Bauhaus que foi possível associar à arquitetura a ideia de beleza e funcionalidade, incluindo no escopo da arquitetura o design, a arte plástica e industrial, entre outras formas de expressão artística. Outra inovação fundamental trazida pela Escola Bauhaus foi a democratização do acesso à arquitetura: para a instituição, as obras precisavam ser acessadas por todos. Em virtude de seu caráter inovador, a escola sofreu duras perseguições, sendo acusada, por parte dos nazistas, de propagar uma concepção degenerada de arte. Essa perseguição ocasionou o fechamento da escola, no ano de 1933.

Algumas características da Arquitetura Moderna

Limpeza estética

As obras são compostas, predominantemente, por linhas e formas geométricas simples e bem definidas, rejeitando-se ornamentações supérfluas. Há a valorização do uso da essência dos materiais, em vez de pinturas e rebocos.

Funcionalidade

O uso de materiais em sua essência, principalmente do concreto, contribui para a funcionalidade das obras, que passam a ter estruturas mais necessárias e simples. Não é à toa que uma das premissas básicas da Arquitetura Moderna é “menos é mais”.

Valorização do paisagismo natural

É comum, nas obras construídas no âmbito da Arquitetura Moderna, a presença de colunas e paredes de vidro, o que visa a integração entre os espaços e as pessoas e a valorização da paisagem natural.

Amplitude na Arquitetura Moderna

Na Arquitetura Moderna, a ventilação e a boa iluminação são valorizadas por meio das áreas livres.

Principais nomes no mundo

Alguns arquitetos de várias partes do mundo se tornaram expoentes da Arquitetura Moderna. Falaremos brevemente sobre alguns deles:

Mies van der Rohe (Alemanha/EUA): Foi professor da Escola Bauhaus. Sua arquitetura foi marcada pelo funcionalismo e pelo minimalismo.

Le Corbusier (Suíça/França): Especialista em concreto armado, Corbusier foi o mentor dos 5 pontos da Arquitetura Moderna: pilotis, terraço-jardim, planta livre, fachada livre e janela em fita.

Lucio Costa (França/Brasil): Um dos idealizadores do projeto urbanístico de Brasília, junto com outros arquitetos, como Oscar Niemeyer.

Gregori Warchavchick (Ucrânia/Brasil): Construiu a primeira casa modernista do Brasil, em São Paulo.

Frank Lloyd Wright (EUA): Foi um dos primeiros arquitetos a destacar a importância da associação entre a natureza e a arquitetura.

Oscar Niemeyer (Brasil): Niemeyer é considerado o mais importante arquiteto do Brasil, tendo sido responsável pelo projeto arquitetônico da cidade de Brasília.

Lina Bo Bardi (Itália/Brasil): Uma das maiores arquitetas do Brasil. Foi responsável pelo projeto do Museu de Arte de São Paulo (MASP).

Algumas obras notáveis da Arquitetura Moderna

Unité d’habitation (Marselha – Le Corbusier)

Palácio da Alvorada (Brasília – Oscar Niemeyer)

Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (Rio de Janeiro – Affonso Eduardo Reidy)

MASP (São Paulo – Lina Bo Bardi)

Casa de Vidro (São Paulo – Lina Bo Bardi)

Lake Shore Drive (Chicago – Mies Van der Rohe)

Word Trade Center (Nova York – Minoru Yamasaki)

Sede das Nações Unidas (Nova York – Oscar Niemeyer)

Gostou do conteúdo? Aproveite e leia também no Blog da DressALL: https://www.dressall.com.br/blog/por-que-sai-caro-nao-contratar-um-arquiteto/

Post anterior
Custo de obra: como economizar e realizar um bom projeto

Posts Relacionados

Nenhum resultado encontrado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu
WhatsApp chat