A iluminação e o conforto visual nos ambientes

Um sistema de iluminação bom pode criar ambientes que promovem o bem-estar e oferecem um perfeito conforto visual. Para isso, é preciso saber usar adequadamente cores e texturas, fazer escolhas corretas de lâmpadas e luminárias e criar contrastes.

Uma iluminação que proporciona conforto visual é muito importante, pois pode interferir de forma direta nas vendas, na produtividade e na qualidade de vida das pessoas que ocupam o espaço. Um sistema de iluminação que não seja adequado pode até resultar em acidentes de trabalho. Por aí dá para ver como esse assunto é importante.

Como conseguir conforto visual para um ambiente?

Para criar um conforto visual adequado selecione lâmpadas e luminárias que não causem ofuscamento direto ou indireto e opte por lâmpadas que consigam reproduzir as cores de forma adequada. Para diminuir o ofuscamento, uma das estratégias é evitar criar um ponto único de luz e usar diversos focos de luz. Evite também colocar a fonte luminosa na altura da linha de visão ou usar superfícies que sejam muito refletoras.

Veja algumas dicas para planejar a iluminação de um espaço:

• Iluminação geral de ambientes: use lustres que iluminem indiretamente ou luminárias do tipo plafon que tenham acabamento opaco ou semitransparente.

• Iluminação de jardins: opte por luminárias menores e que tenham proteção de vidro opaco e evite usar modelos que tenham foco de luz bem na altura dos olhos de quem passa.

• Iluminação de destaque: é possível valorizar objetos e paredes utilizando luminárias direcionáveis, que não causam ofuscamento.

Também devemos levar em conta que a luz natural sempre será a luz mais confortável para os nossos olhos. Por isso, devemos explorá-la ao máximo. Além disso, o uso de luz natural estimula um consumo de energia racional e sustentável, além de diminuir os custos de lâmpadas e da conta de eletricidade.

Outros fatores que influenciam no conforto visual de um ambiente

A cor da lâmpada (temperatura de cor) utilizada tem influência direta na sensação transmitida pelo ambiente. A cor ideal varia de acordo com a sensação que você quer passar, mas muitas vezes a melhor escolha é combinar cores diferentes para que o sistema ideal seja ligado e usado de acordo com cada tarefa.

• Cores brancas: usadas em espaços de trabalho e grandes áreas, comuns em indústrias e grandes comércios, como lojas de departamento e supermercados.

• Cores amarelas: essa iluminação traz a sensação de aconchego, por isso são muito usadas em salas e quartos e até mesmo em consultórios médicos para deixar o ambiente mais simpático e humano.

As texturas e as cores dos objetos presentes no ambiente causam uma interferência direta no efeito da luz, isto é, na quantidade de luz que é refletida. Por isso, leve esses aspectos em consideração ao planejar a luz de um ambiente. Enquanto cores claras refletem a luz, as escuras absorvem. Espelhos apresentam um índice de 100% de reflexão, já os vidros têm 0% de reflexão. A textura das superfícies afeta muito no efeito da luz: as lisas refletem muito mais luz do que as rugosas.

Post anterior
Ambientes corporativos: Soluções para deixar seu colaborador sentindo-se em casa
Próximo post
Mesa Zara – Lançamento DressALL com assinatura do estúdio Decoma Design

Posts Relacionados

Menu
WhatsApp chat